Artigo: Entidades protetoras dos animais

30/11/15 em Alagoas, Artigos   |  Nenhum comentário

 

hand-holding-paw-webAs entidades protetoras dos animais em Maceió, em consonância com as demandas postas pela sociedade contemporânea, desenvolvem trabalhos com uma visão social cada vez mais integrada e respeitando os seres que compõem e vivem em nosso universo.

Nesse cenário, descobre-se que, diferentemente de uma concepção mecanicista e racionalista, a importância da proteção e do zelo para com os animais. Nas últimas décadas têm sido criadas entidades protetoras de animais com o intuito de colaborar para a diminuição do abandono e maus-tratos.

Diante desse contexto, em Maceió existem as entidades Neafa, Grupo Pata Amada, Projeto Acolher, Gvam, Vpama e tantos outros com o objetivo de defender os animais dos maus-tratos e da violência que são cometidas por pessoas que não têm a mínima consciência e sensibilidade para com seres que habitam o nosso mundo. Além disso, algumas das entidades desenvolvem diversos trabalhos, entre eles o atendimento clínico e cirurgia em animais de pessoas carentes e protetores independentes como é o caso do Neafa e outras fazem o trabalho de recolhimento destes cães e gatos abandonados nas ruas e matagais, dando o suporte necessário a eles em abrigos e prestando assistência médica veterinária com o apoio de padrinhos.

Após a recuperação dos animais, as entidades desenvolvem atividades de sensibilização da população, no sentido de despertar para a proteção e adoção dos mesmos, divulgando nos meios de comunicação, redes sociais – sendo essa a ferramenta mais utilizada, shopping center e demais eventos destinados para estes fins.

Com isso, os trabalhos desenvolvidos pelas entidades protetoras e defensoras dos animais vem crescendo bastante e são de extrema relevância para a construção de uma sociedade que respeite a vida em todas as suas espécies.

Texto: Silvio Camelo – Jornalista e Vereador pelo PV

20_imagem_chamada

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *